terça-feira, 1 de abril de 2008

Páscoa no Luso ou o meu aniversário




Ter o aniversário num fim-de-semana prolongado (viva o cristianismo!!!) é sempre um bom motivo para fazer as malas e zarpar para qualquer recanto... Tomada a difícil decisão de que sitio visitar, decidimo-nos pela Serra do Buçaco, em particular o Luso que, confesso, não conhecia até à altura. Roupa arrumada, material de desenho empacotado, máquina fotográfica com bateria carregada e rumo à Serra... Na verdade chegar lá não foi assim tão linear, pois a Páscoa pode traduzir-se, entre outras coisas (folar, amêndoas, etc) em inúmeros acidentes e trânsito parado na autoestrada. O Hotel do Luso é fantástico, tenho de referir, embora nos destacássemos por não estarmos particularmente interessados nas termas (erro nosso, claro), fomos bem recebidos e acabou por ser a nossa base enquanto nos aventurávamos pelas redondezas.





No dia seguinte partimos para Arganil..Terra simpática e bem tratada, onde fiz de turista tirando fotografias a canteiros, de rabo espetado em plena rua principal. Passámos por Secarias, lugar de uma beleza mágica e visitámos Meda de Mouros, onde o sentimento de "somos de fora" que nos é transmitido é suplantado pela paisagem do miradouro.





Ainda no mesmo dia, visitámos Coja (quem por lá passa tem de parar!) e a Fraga de Pena onde as quedas de água e toda a vegetação transmitem uma calma característica. Admito que não explorei todos os caminhos, pois com a minha "aptidão" para quedas, subir os degraus rombos talhados na pedra não seria de todo sensato.





O Sábado ficou condicionado pelo tempo: chuva e ventos fortes. Mesmo assim, fomos visitar o Palace Hotel em plena Serra do Buçaco. Na ida, passámos pela Cruz Alta (fotografar àquela altitude e com o vento que fazia não foi fácil), onde destaco, obviamente, a paisagem e a sensação de pequenez humana a conquistar alturas. O Palace Hotel em si é fantástico, digno de um conto de príncipes e princesas. Encontra-se rodeado por um jardim cuidadosamente desenhado que, como se vê nas fotografias, apaixonou-me. Repleto de camélias e magnólias em flor, as flores e folhas caídas tornavam cada passo um pisar de cores.





Já no Domingo e de regresso a casa, fizemos uma passagem-relâmpago por Coimbra. Era o meu aniversário e voltar já era saudosista. Fui então levada a Tomar, cidade que conheço e de cujos encantos não me canso. Porém, já me questionava o porquê de tanto tempo de paragem quando, surgindo do nada (pensava eu) vejo os meus amigos da "velha guarda"...Dos mais diversos pontos do nosso país, juntaram-se para me surpreender com um bilhete para uma peça de teatro no Convento de Cristo do grupo Fatias de Cá. O monumento é riquíssimo, a peça foi fabulosa (actores, texto e estrutura) e os meus amigos são, sem dúvida, uns "amigos do Bufo".





1 comentário:

Samanta disse...

Grande blog amiga!! ... e grande fim-de-semana esse o dos teus anos!! Diga-se de passagem que era algo q merecias... conseguires desfrutar dum fim-de-semanazinho 'a maneira e aproveitares o teu dia de anos o melhor possivel! Ja' agora, preserva esses teus amigos da "velha guarda" que valem ouro! ;)

Confesso que nao conheço a Serra do Buçaco e fiquei cheia de inveja quando me disseste q ias la' passar o fim-de-semana e agora, depois de ler este post, ainda com mais inveja fiquei... acho que me estou a tornar na inveja em pessoa! :P

Beijinho grande borracho e continua com os teus posts e com essas fotos magnificas! AdOrO-tE!****